24 de jan de 2015

Resenha - Filme: Homens, Mulheres e Filhos



Hey! Tudo ok com vocês? Bom, pessoal, uma das minhas metas esse ano foi ler e assistir muito mais séries, filmes, livros, fanfics e até agora esse objetivo esta num bom ritmo. Já vi e comecei algumas séries, terminei um livro, que foi Jogos Vorazes e eu estou em chamas... Entenderam? Não. Ok, isso foi uma merda haha (Vem resenha por aí.)

Mas enfim, durante o fim do ano passado, sempre que eu atualizava meu facebook eu via algum anúncio comentando sobre a estréia do filme "Homens, Mulheres e Filhos". E claro que o atrativo principal do filme foi o ator Ansel Elgort, porém o filme vai muito além de ter apenas ele e me surpreendeu no quesito de conteúdo. Eu simplesmente adorei o filme.


Filme: Homens, Mulheres e Filhos
Título Original:  Men, Women & Children
Duração: 1h59 minutos
Diretor: Jason Reitman
País: EUA

"Adultos, adolescentes e crianças amam, sofrem, se relacionam e compartilham tudo, sempre conectados. A internet é onipresente e, nesta grande rede em que o mundo se transformou, as ideias de sociedade e interação social ganham um novo significado. Algumas situações como um casal que não tem intimidade; uma garota que quer ser uma anoréxica melhor; um adolescente que vive em num mundo de pornografia virtual, fazem o expectador repensar a relações humanas."

O filme faz você querer pular partes pela vergonha alheia que você acaba sentindo, mas também faz você ter compaixão pelos personagens e seus problemas pessoais. Cada personagem traz um diferente estilo de vida e diferentes situações por quais tem que passar. Tem a anoréxica que é apaixonada por um cara que não esta nem aí por ela, mas ela faz tudo por ele, tem o casal que por causa da rotina entediante acaba indo buscar novos parceiros, tem o jovem depressivo que tem a mãe que fugiu sem deixar nenhuma explicação, tem a adolescente que não vê limites na exposição na internet, a mãe que é paranoica na proteção de sua filha, e tem o ponto de vista da filha... Enfim, é um filme que te prende, e você quer saber o que vai acontecer com cada uma daquelas pessoas. Lembra muito o estilo de Stuck In Love, onde não há um enredo fixo, mas sim as histórias de diferentes pessoas que te guiam até o final da história.



Cada caso traz um assunto diferente a ser debatido. E eu amei a temática e um certo tipo de crítica que o filme fez. Como exposição na internet, traição, depressão e, até no trailer dá para ver que o filme vai mostrar que todos tem uma parte que ninguém conhece, algo que é escondido. Nós nunca conhecemos de fato uma pessoa e por mais "transparente" que ela pareça, ou por mais que nós achamos que sabemos de tudo sobre tal pessoa, há algo oculto de todos. 

Acho que pela proposta dada ao filme, não ficou nada faltando na obra. Pelo menos para mim, o filme conseguiu passar a mensagem que queria ou pelo menos a que eu entendi haha Que foi isso de todos temos conflitos internos e quem nem tudo é o que parece. E um dos pontos centrais do filme também, é de fato, a internet. Todos os casos, de todos os personagens, gira em volta da internet. E faz uma crítica muito clara: até onde a internet nos leva? Até onde devemos usá-la? E os personagens, num certo ponto, acabam chegando no limite de tudo e tem que olhar para trás para repensar tudo o que estão fazendo. Aliás, até que ponto a internet é saudável? Por que se for para perguntar "até onde a internet vai?" a resposta seria: sem limites e a responsabilidade é nossa de determinar até onde queremos ir com essa ferramente gigantesca.

E é claro, vi, pela primeira vez, Adam Sandler num papel "sério" e devo dizer que me surpreendi. Durante muito tempo, ouvi pessoas dizerem que o Adam só sabia fazer um personagem e o fazia igual em todo o filme de comédia, mas com Homens, Mulheres e Filhos ele me surpreendeu e provou que pode muito mais. 




Enfim, super indico o filme mas acho que ele não é para ver com os amigos ou algo do tipo. Ver sozinha e tirar um tempo para refletir sobre o tema, é legal, ou até ver com a família. Enfim, essa é a minha opinião sobre o filme e queria saber de vocês. Já assistiram? O que acharam? Faltou algo na minha resenha? 

Um beijo e adiós.


Nos siga nas Redes Sociais

Twitter I Facebook I Instagram I Tumblr

Nenhum comentário:

Postar um comentário